• Ultimas Noticias

A Psicologia Positiva na Educação por Tatiana Sessa

Aprender a lidar com as emoções, valorizar as próprias habilidades, ter uma perspectiva otimista perante as dificuldades são características fundamentais para o aprimoramento constante.

Quando o diálogo interno da criança ou adolescente é destrutivo, ou seja, ela fala para si mesmo o tempo inteiro frases ruins como “Eu sou burro(a)”, “Não consigo realizar esta tarefa”…ela inconscientemente cria novas situações que reforçam os pensamentos negativos. Toda esta insegurança atrapalha o rendimento escolar e as relações interpessoais.

Portanto, se você é pai, mãe, educador, professor, acredite que é possível interromper este espiral descendente. Ao diagnosticar este diálogo interno negativo, ajude-a a interpretar as pequenas decepções por outros ângulos. Explique a importância da palavra resiliência.

O tema resiliência é essencial para a construção de uma personalidade autônoma e capaz de superar as vicissitudes do mundo pós moderno. Na área da psicologia, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação.

O professor de Harvard, o doutor israelense Tal Ben-Shahar, é especialista em psicologia positiva. Ele alerta que o tesouro mais cobiçado nos nossos tempos é a felicidade, e não é ficar milionário ou encontrar a fórmula da juventude. O especialista alerta para perdoarmos os nossos fracassos, praticarmos esportes, simplificarmos a vida e nos concentrarmos no que é realmente importante, além de exercitar a gratidão diariamente.

No dia a dia de um colégio, estamos, constantemente, direcionando o pensamento dos estudantes para as virtudes e forças, desta forma, eles superam melhor os desafios e as dificuldades. A criança que está imersa em pensamentos ruins repetitivos, fica com uma visão limitada, não consegue olhar o todo e não acredita na melhora do desempenho. É justamente esta a missão do educador: ouvir, compreender  e ser um farol para uma nova perspectiva.

Como afirmava Eisenhower: “O mundo pertence aos otimistas. Os pessimistas são meros espectadores.” 

Então vamos ajudar as nossas crianças a sonhar, acreditar, planejar e salientar os progressos dela dia após dia!

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Tatiana Sessa é Orientadora Educacional do Colégio Objetivo Camboinhas e autora do livro “E agora? Meu filho não gosta de estudar!

.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

0 visualização

(21) 2619-9500

©2020 por Colégio Objetivo Camboinhas.